Subscribe for notification
Categorias: Internacional

Vídeos racistas: Le Graët relança a polêmica

Questionado pelo Le Figaro sobre a zombaria de Antoine Griezmann e Ousmane Dembélé para com os funcionários japoneses, o presidente da FFF Noël Le Graët queria apoiar os dois jogadores da seleção francesa.

À frente da seleção francesa desde 2012, Didier Deschamps sempre fez questão do bom comportamento dos jogadores que seleciona. Ouro Antoine Griezmann e Ousmane Dembele não teve comportamento exemplar, como é o caso, durante o passeio pela FC Barcelona no Japão, em 2019.

Quando o jovem driblador ri do “ caras sujas

“E a linguagem dos funcionários japoneses do hotel pediu para instalar um PlayStation, em um vídeo privado postado em seu Snapchat,” Grizi “, ele, em imagens veiculadas diretamente pelo clube catalão (!), Grita a” ching chong nakanazi wa – particularmente racista – para um local que acabara de tirar uma foto.

Apesar da imensa polêmica, ampliada pelas desculpas dos dois internacionais franceses e a raiva de Rakuten e Konami (dois patrocinadores do FCB), Noël Le Graët não viu essas sequências. ” Disseram-me sobre isso, eu não tinha visto esse vídeo. Isso é algo de dois anos atrás. É uma falta de jeito », Garante o presidente da FFF, então questionado por Le Figaro

sobre a manutenção de Didier Deschamps.

“Dói meu coração por eles”

O bretão de 79 anos deseja defender os dois campeões mundiais de 2018: ” Quando conhecemos Antoine Griezmann, a gentileza desse menino, Ousmane Dembélé, é a mesma… São jogadores com coração, abertos, comprometidos, a mil léguas da imagem que gostaríamos de dar a eles com este vídeo. Isso dói meu coração por eles. Eu poderia dar a eles uma ligação de cortesia ” Quando o Barça, por sua vez, se desculpou por “ a falta de respeito “De ambos os jogadores …

Não é a primeira vez que o presidente da federação evita tal assunto. Embora Neymar tenha acusado Álvaro Gonzalez de insulto racista, em setembro passado, “NLG” garantiu que não ” ouço

», Ao desenvolver com uma declaração que fez muito barulho. O gerente especificou, na BFM Business, que ” o fenômeno racista no esporte, e no futebol em particular, não existe ou quase não existe ».

Leia também:Griezmann, a sanção caiNão funciona para Griezmann e Dembélé …Griezmann, a polêmica aumentaAs desculpas de Griezmann

Compartilhar
Por
Redação

Nosso site usa cookies, ao continuar navegando você concorda com os cookies.