Subscribe for notification
Categorias: Internacional

Tour de France: o perfil da 2ª etapa

Por ocasião da segunda etapa do Tour de France, ainda na Bretanha, os pilotos percorrerão 183,5 quilômetros. Desta vez, eles vão enfrentar as Côtes-d’Armor, com em particular, no programa, quatro subidas de quarta categoria e uma subida dupla do Mûr-de-Bretagne. A vitória deve ir para um perfurador ou mesmo talvez um favorito para a vitória final.

Numa etapa de 183,5 km, o pelotão continua a percorrer a região bretã através das Côtes-d’Armor, um percurso com um perfil acidentado que pode remontar as cartas antes de recuperar o plano e mais calmo nas próximas etapas. Os corredores partirão da cidade costeira de Perros-Guirec, que recebe o Tour pela segunda vez em sua história, para chegar a uma cidade à qual se juntam pela quarta vez em dez anos, a cidade de Mûr-de-Bretagne Guerlédan, onde Alexis Vuillermoz venceu em 2015. No programa do dia, seis escaladas listadas, incluindo uma subida dupla do famoso Mûr-de-Bretagne, mas também um sprint intermediário ao longo da costa armórica.

. A primeira subida do dia, a de Sainte-Barbe, será na quarta categoria, do quilômetro 72, com 900 metros a 6,6% de média. O único sprint intermediário da etapa será treze quilômetros depois, na cidade de Plouha. O pelotão seguirá então a costa de 2,1 quilômetros de Pordic, com porcentagens aumentando para uma média de 3,2%. Então, a estrada subirá um pouco mais com 8% da média durante a pequena colina de Saint-Brieuc (1 quilômetro).

Uma dupla madura fica na frente deles

Na final, os pilotos vão escalar a Côte de Mûr-de-Bretagne duas vezes. Eles primeiro cruzarão a costa da Vila com média de 4,1%, e então continuarão três quilômetros depois com uma primeira passagem sobre a linha de chegada, no topo desta famosa colina de dois quilômetros com uma média de quase 7%, incluindo um pico a 10 % Os corredores também enfrentarão esta subida final quase parados, sem o ímpeto oferecido pelo percurso das edições anteriores, o que significa que estes últimos quilômetros prometem ser explosivos.

O pelotão deve chegar entre 17h30 e 17h50 e os perfuradores, como no sábado, devem se divertir. Cuidado com estradas escorregadias em caso de chuva …
Compartilhar
Por
Redação

Nosso site usa cookies, ao continuar navegando você concorda com os cookies.