Subscribe for notification
Categorias: Internacional

Tour de France: Kruijswijk (Jumbo-Visma) forçado a se aposentar

O holandês Steven Kruijswijk (Jumbo-Vismo) foi forçado a se aposentar durante a 17ª etapa do Tour de France, devido a dores de cabeça. Ele foi 30º geral.

A equipe Jumbo-Visma tem apenas quatro pilotos quatro dias antes da chegada em Paris: Wout Van Aert, Sepp Kuss, Mike Teunissen e Jonas Vingegaard. Depois de Primoz Roglic, Robert Gesink e Tony Martin, foi de fato Steven Kruijswijk quem teve de desmontar. O holandês de 34 anos largou bem de Muret na quarta-feira para a 17ª etapa, mas desistiu após uma hora de corrida. Doente desde o dia de descanso de segunda-feira em Andorra, o alpinista sofria de fortes dores de cabeça e não teve escolha a não ser entrar em um dos carros de sua equipe

, enquanto dois passes de primeira categoria e a subida final do Col du Portet, classificados fora da categoria, estão no programa do dia. Restam, portanto, apenas 144 pilotos na corrida.

Kruijswijk deve ser líder na Vuelta

Terceiro no Tour de France em 2019, Steven Kruijswijk não veio neste Tour 2021 como um líder, mas como um companheiro de equipe de luxo de Primoz Roglic. Mas o esloveno desistiu rapidamente e foi finalmente o jovem Jonas Vingegaard quem assumiu o cargo, aquele que ocupa o terceiro lugar da classificação geral a 5’32, atrás de Tadej Pogacar. Kruijswijk, por sua vez, estava em 30º lugar, a 1:05 de distância da camisola amarela, após duas semanas de Tour onde mal o vimos, com um 19º em Mûr-de-Bretagne para o melhor resultado.

Na terça-feira, já sofrendo da doença, ele havia chegado com cinco minutos do melhor. O holandês terá agora um mês para se recuperar, antes do início da Vuelta (14 de agosto em Burgos), onde será o líder da equipe Jumbo-Visma.
Compartilhar
Por
Redação

Nosso site usa cookies, ao continuar navegando você concorda com os cookies.