Roland-Garros mal havia se recuperado do terremoto causado pela eliminação da entrada de Dominic Thiem quando pensou por um momento em experimentar outro cataclismo, com a saída de sua primeira partida também de um dos outros favoritos anunciou Alexander Zverev. O alemão vencedor nesta temporada do torneio de Madrid, onde ofereceu Rafael Nadal em seu caminho antes de ceder apenas nas quartas-de-final em Roma, contra o maiorquino, levou dois sets a zero contra seu compatriota Oscar Otte, 152º na classificação e passou pelas qualificações. Três vitórias para subir na tabela que visivelmente deram asas ao jogador alemão de 27 anos mais habituado aos torneios Challenger, impossibilitado de jogar por duas rodadas antes que o número 6 do mundo, à beira, decida retomar o jogo. Zverev então deixou apenas migalhas para Otte, varrido nos três sets seguintes (3-6, 3-6, 6-2, 6-2, 6-0) pela semente número 6, que finalmente continua seu caminho. Mas a segunda sensação do dia não estava longe.