publicidade
Subscribe for notification
Categorias: Internacional

PSG forçado a sacrificar três de seus jogadores!

Dificilmente quando se trata de se separar de seus jogadores, que se tornaram indesejáveis, o PSG terá de cortar a história para permanecer nas unhas traçadas pela UEFA.

a PSG alcançou uma janela de transferência espetacular. Sem dúvida uma das melhores campanhas de recrutamento da história. Depois de abrir a bola, atraindo sucessivamente Georginio Wijnaldum, Gianluigi Donnarumma e Sergio Ramos no mercado de jogadores gratuitos e, em seguida, recrutando Achraf Hakimi por 60 milhões de euros, o clube da capital conseguiu o golpe do verão aproveitando os contratempos do Barça para permitir Lionel Messi. E os vice-campeões da França não haviam terminado desde o último dia da janela de transferências de verão deu origem à chegada do Nuno Mendes graças a um empréstimo com opção de compra fixada em 40 milhões de euros.

Leia também: Mbappé, as pesadas acusações contra o PSG

Uma mancha, no entanto, escurece o quadro geral. Embora fosse uma das prioridades dos dirigentes parisienses, Leonardo e sua equipe enfrentaram as piores dificuldades para se separar dos jogadores que haviam se tornado indesejados na capital. O Rouge et Bleu só conseguiu uma venda, a de Mitchel Bakker, e se Pablo Sarabia foi finalmente emprestado ao Sporting Lisboa, ficaram Rafinha, Sergio Rico, Thilo Kehrer ou Layvin Kurzawa.

O PSG terá, portanto, que lidar com uma força de trabalho inchada e a equipe parisiense terá que fazer escolhas drásticas ao estabelecer a lista de jogadores para a Liga dos Campeões. Essa lista deve conter no máximo 25 nomes, incluindo dois goleiros e oito jogadores treinados na França, incluindo quatro treinados no clube. Como na temporada passada, o PSG só poderá registrar 24 nomes. Porque se o clube da capital pode contar com quatro jogadores formados no próprio clube (Letellier, Dagba, Kimpembe e Mbappé), além dos rebentos jovens que podem figurar na lista B (Michut, Fadiga, Gharbit, Dina Ebimbe), eles são apenas três outros que foram treinados na França: Abdou Diallo, Layvin Kurzawa e Idrissa Gueye.

Rico, Rafinha et ?

De resto, o PSG terá, portanto, de escolher 17 nomes entre os 20 profissionais formados no estrangeiro. A lista vira cabeças com Navas, Donnarumma, Rico, Hakimi, Sergio Ramos, Marquinhos, Kehrer, Bernat, Mendes, Verratti, Paredes, Herrera, Danilo, Rafinha, Wijnaldum, Draxler, Neymar, Di Maria, Messi, Icardi. Três desses jogadores serão, portanto, privados da Liga dos Campeões. Será sem dúvida o caso de Sergio Rico, dirigido por Keylor Navas e Gianluigi Donnarumma, além de Alexandre Letellier na Champions League, e muito provavelmente de Rafinha, que não entra nos planos de Mauricio Pochettino.

Quanto ao terceiro jogador sacrificado, deverá, sem dúvida, escolher entre Juan Bernat, que acaba de regressar de lesão enquanto o PSG poderá contar com Nuno Mendes, Layvin Kurzawa e Abdou Diallo na esquerda, Ander Herrera, que sofre do grande competir no meio-campo, até Thilo Kehrer, mesmo que o alemão não tenha sido indigno desde o início da temporada. Uma escolha difícil.

Leia também:PSG, um grande golpe históricoPSG segura seu lado esquerdoMbappé, o anúncio devastador do irmão do Emir

publicidade
Compartilhar
Por
Redação
publicidade

Publicações recentes

Um novo começo à vista na OM?

O Olympique de Marseille pode registrar um início inesperado na reta final da janela de…

3 horas atrás

Prix ​​​​Henri Estable, Dream Along no hipódromo de Cagnes sur Mer

APRESENTAÇÃO DO PRÊMIO HENRI ESTÁVEL Nisso quarta-feira, 26 de janeiro de 2022, a Tiercé Quarter…

6 horas atrás

Endrick aplica lambreta e santistas partem pra cima da joia do Palmeiras

PUBLICIDADE O Endrick tentou uma lambreta, mas sem sucesso. O zagueiro Derick, envolvido no lance,…

8 horas atrás

Imparável Grenoble e Chamonix

Enfrentando Bordeaux (2-1) e Anglet (3-1), respectivamente, Grenoble e Chamonix assinaram a sexta vitória consecutiva…

9 horas atrás

Endrick se emociona após título da Copinha, e comenta decisão de Abel Ferreira

PUBLICIDADE Endrick se emociona ao lembrar de irmão, em entrevista após o jogo. Palmeiras venceu…

14 horas atrás
publicidade

Euro: Espanha se assustou

No dia seguinte à qualificação da Dinamarca para as meias-finais, a Espanha, por sua vez,…

15 horas atrás

Nosso site usa cookies, ao continuar navegando você concorda com os cookies.