Subscribe for notification
Categorias: Internacional

“Eles mataram Diego”

Ouvido pelo juiz argentino Rodolfo Baqué, o advogado da enfermeira de Diego Maradona não mediu forças.

A morte de Diego Maradona, no outono passado, continua a desencadear paixões. A culpa é das circunstâncias de seu desaparecimento, quando o ex-número 10 argentino acabara de passar por uma grande operação no cérebro.

A justiça argentina continua suas audiências e Rodolfo Baqué, advogado da enfermeira de Diego Maradona, apresentou acusações pesadas. “Eles mataram Diego”, disse ele, acrescentando: “Há uma responsabilidade de tratar os médicos. Havia muitos sinais de alerta de que Maradona morreria durante a noite. E nenhum dos médicos fez nada para evitá-lo. ”

Rodolfo Baqué defende os interesses de Dahiana Madrid, que é objeto de investigação por simples homicídio doloso, crime punível com pena de 8 a 25 anos de prisão, e foi ouvida quarta-feira pelo Ministério Público de San Isidro sobre as circunstâncias da morte de Maradona. “O que Dahiana Madrid tem feito é cumprir as indicações dos médicos assistentes”

, ele insistiu em lembrar.

Leia também:A morte de Maradona, uma agonia de várias horasMaradona, o veredicto da autópsia é terrível Maradona agonizou por mais de seis horas

Compartilhar
Por
Redação

Nosso site usa cookies, ao continuar navegando você concorda com os cookies.