Subscribe for notification
Categorias: Futebol

Assista a coletiva de Rogério Ceni após vexame para o Vasco, no Maracanã

O Flamengo perdeu de forma vexatória para o Vasco, em clássico válido pela nona rodada do Campeonato Carioca 2021. Após a derrota, o técnico Rogério Ceni, concedeu entrevista e respondeu as perguntas dos jornalistas.

Confira abaixo as aspas do treinador do Flamengo:

PUBLICIDADE

“O Arrascaeta faz muito falta. Desde que eu to aqui, se nao me engano, ele esteve em todas. Nós tentamos manter dois meias, colocando pro Gérson fazer esse papel. E colocando o João Gomes que vem entrando, junto com o Diego. Manter mais ou menos esse sistema de jogo”.

“É uma tônica do jogo do Flamengo, ter mais posse, finalizar mais. Temos que sofrer menos contra-ataques. O Vasco teve duas chances no primeiro tempo, mas não vamos mudar o nosso jeito de jogar. É ofensivo, agressivo”

+ Diego faz desabafo após derrota decepcionante pro Vasco

“O sistema defensivo nao se resume aos dois defensores. Seria injusto fazer uma analise, ganhamos tantos jogos, nao seria coerente fazer uma análise profunda para vocês (dos zagueiros)”

“Eu não digo que foi falta de atenção do sistema defensivo, foi uma falha de marcação. Já tínhamos alertado a puxada do Vasco, uma bola bem batida, o Vasco foi feliz naquela cobrança de escanteio”.

“foi um gol de bola parada, depois um chute despretensioso e quando a gente dominou o jogo, infelizmente tomamos um gol no contra-ataque”

“Temos que entender que temos coisas a melhorar, o jogo foi abaixo, os times argentinos são copeiros e competitivos como foi o Vasco hoje. Temos que analisar quais foram os erros”.

“Temos qe valorizar também a parte defensiva do Vasco, a dedicação do time adversário”

“Rodrigo é tão importante que trabalhamos ele até o último instante para o jogo contra o Madureira, eu preferi tirar ele para estar pronto para o jogo da Supercopa. Tendo em vista que ele nao joga terça”.

“Tivemos erros técnicos simples, começamos de novo um jogo tomando gol com menos de 5 minutos, de bola parada, um detalhe que a gente treina muito. De intensidade eu acho que o time correu bem, lutou. Tecnicamente esteve abaixo, mesmo tendo boas chances de gol”.

+ Filipe Luís e Castan se desentendem no final do jogo e clima esquenta

PUBLICIDADE

Nosso site usa cookies, ao continuar navegando você concorda com os cookies.