Subscribe for notification
Categorias: Aleatório

Djokovic estará nas Olimpíadas

Ao contrário de muitos headliners do tênis masculino, Novak Djokovic confirmou nesta quinta-feira que viajará a Tóquio para participar dos Jogos Olímpicos, antes de almejar o Grand Slam no Aberto dos Estados Unidos.

Novak Djokovic está faminto por vitórias. Embora já tenha vencido o Aberto da Austrália, Roland Garros e, mais recentemente, Wimbledon, o número 1 do mundo confirmou na quinta-feira que tem dois últimos grandes gols neste ano de 2021. Tendo recentemente confidenciado que era “du 50/50” em relação ao seu presença de 24 de julho a 1º de agosto nas quadras do Ariake Tennis Park para os torneios de tênis dos Jogos Olímpicos de Tóquio, o sérvio pôs fim ao suspense e confirmou que vai defender as cores da Sérvia, aquela que conquistou o bronze em Pequim

, tendo na época levado a melhor sobre James Blake após uma derrota nas semifinais para Rafael Nadal. O número 1 do mundo acompanhará seu compatriota Miomir Kecmanovic para o torneio individual masculino, já que a Sérvia não se classificou como um par para as duplas masculinas.

Djokovic vise l’or avant l’US Open

É por meio de sua conta oficial Twitter que Novak Djokovic confirmou sua presença na capital japonesa. ” Eu reservei meu voo para Tóquio e vou me juntar à equipe sérvia para os Jogos Olímpicos

», Confidenciou ao mundo número 1 antes de especificar suas ambições. “Estou muito orgulhoso de fazer as malas para Tóquio e me juntar à nossa seleção nacional na luta pelas medalhas mais brilhantes”, disse o sérvio em sua língua nativa. Jogar pela Sérvia sempre foi uma alegria para mim, mas também uma fonte especial de motivação.. Farei o meu melhor para deixar todos nós felizes. “

Novak Djokovic irá, portanto, a Tóquio com a ideia de trazer de volta a medalha de ouro, único título que lhe falta. Com as três primeiras manobras do Grand Slam no bolso e antes de um US Open do qual será o favorito natural, o número 1 do mundo poderia então igualar o desempenho de Steffi Graf, a única jogadora a ter vencido os quatro torneios do Grand Slam e o ouro olímpico no mesmo ano, em 1988.

Mas, para Novak Djokovic, ir a Tóquio também será uma oportunidade de deixar para trás a eliminação na primeira rodada do Rio contra Juan Martin del Potro.

Nosso site usa cookies, ao continuar navegando você concorda com os cookies.